sexta-feira, 25 de novembro de 2011


"Ela quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente.
Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se machucar.
Então percebeu que a vida de solteira já não está fazendo tanto sentido.
Decidiu que quer um amor verdadeiro, que pode nem ser eterno, mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz.
Quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada.
Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “gol” estremecendo a casa quando o time dele estiver ganhando, a cumplicidade em dividir os segredos.
Quer observá-lo sem camisa, lendo o jornal na varanda, quer reclamar da bagunça no banheiro, rindo e gritando quando ele revidar puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.
Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da doceria que ela gosta tanto.
Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo, materializada nele.
Quer provar que pode fazer esse homem feliz!"

Um comentário:

  1. ...... Acho que boa parte das mulheres querem isso tbm.... //

    ResponderExcluir